quinta-feira, 27 de março de 2014

Não sei se ria ou se chore

Agora que o meu pai descobriu o meu blog, estou sujeita a palestras infindáveis sobre os tantos erros que "a jornalista que tem a mania que escreve bem" dá. Em 39 posts ele encontrou 3. Eram os tantos: uma palavra com "mente" em que eu coloquei acento, uma outra que tinha "pre" em vez de "per" e "baroa", que podem ver aqui e que, nas palavras dele, "não sei se sabes, mas não existe". Sim, pai, eu achava mesmo que "baroa" existia...

O drama, a tragédia, o horror

Para não lhe ferir a susceptibilidade, a partir de hoje, palavras de calão ou propositadamente erradas irão ser colocadas entre aspas. De modo a ganhar anos de vida, vou também passar a utilizar um corrector online antes de postar os textos no blog. A título informativo, devo ainda acrescentar que o feminino de barão é baronesa. Eu é que prefiro "baroa".




Catarina Vilas Boas

2 comentários: